News - Praça do Hipódromo volta a receber as aulas do Projeto Frevo na Praça. / Camisas com a marca do grupo estão à venda por R$30 reais. / Site dos Guerreiros ultrapassa 285 mil visitas. / VOCÊ GOSTOU DO SITE? JÁ PARTICIPOU DE ALGUMA ATIVIDADE NOSSA? TEM ALGUMA SUGESTÃO? COMENTE, MANDE SUA MENSAGEM POR E-MAIL OU PELAS REDES SOCIAIS. DÊ SUA OPINIÃO E NOS AJUDE A APRIMORAR NOSSAS AÇÕES COM O FREVO. CERTAMENTE ISSO NOS AJUDARÁ BASTANTE A ENRIQUECER TODO O TRABALHO. OBRIGADO!

A Troça O INDECENTE

A troça O Indecente foi idealizada no começo do ano 2000 por professores e alunos de frevo, discípulos do famoso Mestre Nascimento do Passo. Na época, todo o grupo fazia parte da conhecida Escola Municipal de Frevo do Recife.

A idéia inicial da agremiação surgiu num pequeno bar, localizado na Rua Francisco Berenguer, bairro do Hipódromo, conhecido como Caldinho do Léo.
Indecente era o habito de chamar o mictório do lugar que, a circunstância da bebedeira forçava os clientes a usar.
Um frequentador, tradicional folião, foi quem fez o batismo do precário e desarrumado banheiro. Gilberto Nascimento, Giba para os mais próximos.
Numa noite chuvosa, ao entrar no ambiente, ele se deparou com a infeliz situação e, declarou:

Rapaz, este seu banheiro hein, é muito indecente.
Não tem porta, telhado... Olha só o meu estado!
Este banheiro é indecente mesmo!

E toda vez, quando necessitava usar o lugar, dizia:

Olha, vou ao seu banheiro, ou melhor, banheiro não, ao Indecente.

Posteriormente, todos os fregueses ao saberem da brincadeira, também o chamavam de banheiro Indecente, ou simplesmente Indecente.

Destaque: Dois desfiles num mesmo dia
Apesar de sido fundada no ano 2000, a troça só realizou seu primeiro desfile após alguns anos, em 2003. Fato este, atribuído ao melhor momento de organização dos fundadores.
A falta de experiência e a maneira improvisada na realização de um evento carnavalesco, fez com que os responsáveis enviassem ofícios de solicitação de apoio para todos os lugares e pessoas diferentes. Um desses pedidos era para uma orquestra de frevo, esperada para chegar às 8 horas da manhã do dia programado da festa.

Um estandarte temático foi confeccionado, instrumentos de percussão para a concentração foram emprestados e, depois de todos os preparativos, nada da orquestra aparecer. O pessoal não desanimou, seguraram a frustração e, perto do meio dia, saíram pelo bairro levando o que tinham nas mãos. Contornaram a Praça Tertuliano Feitosa (Praça do Hipódromo) e as ruas próximas, realizando o que podemos dizer de o primeiro cortejo da agremiação. Hoje, sabe-se que o responsável pela orquestra tinha entendido que a apresentação seria às 8 da noite, (20 horas).

À noite, quando alguns ainda estavam festejando. Exatamente às 20 horas, finalmente chegaram os músicos esperados pela manhã. Criou-se uma euforia geral. Observar o brilho dos metais na escurecida rua ao som dos primeiros acordes da orquestra, fez motivar os foliões resistentes e o retorno daqueles que já tinham ido embora. Agarraram novamente o improvisado estandarte e, mais uma vez, todos saíram pulando e fazendo o passo sem perceber que, aquele dia tornar-se-ia uma data histórica e um inicio de vida extraordinário de uma agremiação carnavalesca.

Hoje, além de possuir os estandartes tradicionais, a troça mantém ainda, a partitura do frevo de rua Indecente, composição do presidente do Clube Carnavalesco Os Inocentes da Mustardinha, Geraldo Silva, gravado no CD do Maestro Mendes em janeiro de 2009 e, também, um boneco gigante do Mestre Nascimento do Passo, confeccionado pelo artista Sílvio Botelho para homenageá-lo no centenário do frevo em 2007.
A Troça Carnavalesca Mista O Indecente é a responsável jurídica do Guerreiros do Passo. Ação sócio-cultural que mantém aulas de dança em Praças e ruas da Região Metropolitana do Recife desde 2005. O grupo de dança Guerreiros do Passo é formado pelos participantes destas aulas.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário