News - Praça do Hipódromo volta a receber as aulas do Projeto Frevo na Praça. / Camisas com a marca do grupo estão à venda por R$30 reais. / Site dos Guerreiros ultrapassa 285 mil visitas. / VOCÊ GOSTOU DO SITE? JÁ PARTICIPOU DE ALGUMA ATIVIDADE NOSSA? TEM ALGUMA SUGESTÃO? COMENTE, MANDE SUA MENSAGEM POR E-MAIL OU PELAS REDES SOCIAIS. DÊ SUA OPINIÃO E NOS AJUDE A APRIMORAR NOSSAS AÇÕES COM O FREVO. CERTAMENTE ISSO NOS AJUDARÁ BASTANTE A ENRIQUECER TODO O TRABALHO. OBRIGADO!

Referência do outro lado do mundo

Grupo Guerreiros do Passo foi tema de estudo em Congresso Acadêmico no Japão
Cartaz do Congresso
O professor de Educação Física da Tokyo Gakugai University, Chikashi Kambe, apresentou no 63º Congresso da Sociedade de Educação Física, Saúde e Ciências Esportivas do Japão, que se realizou de 22 a 24 de agosto de 2012, em Toukai, Universidade que fica na província de Kanagawa, próximo da cidade de Tóquio, um estudo sobre as atividades e ações desenvolvidas pelo grupo Guerreiros do Passo.

Chikashi Kambe é um profissional que já vem pesquisando o frevo e o carnaval pernambucano há alguns anos, inclusive, conhecia de perto o Mestre Nascimento do Passo e sua obra. Foi através do Mestre que o docente aproximou-se dos integrantes do grupo. Veja uma matéria sobre a última visita do educador na nossa cidade, clicando aqui.

No congresso japonês, Chikashi apresentou um estudo sobre os Guerreiros na seção Antropologia do Esporte e Dança. O título do trabalho foi “Um Projeto para transmitir o Frevo à geração futura: A tentativa dos Guerreiros do Passo”.

Professor Chikashi Kambe
Para isso, o professor baseou-se em pesquisas que realizou com o grupo na própria cidade do Recife em 2009 e 2011; o website oficial dos Guerreiros do Passo e a monografia de Lucélia Albuquerque de Queiroz, que tem como tema central, as práticas do grupo.

Ainda na Conferência, Chikashi explicou as circunstâncias de formação da instituição, o objetivo das atividades empreendidas pela equipe de instrutores, e outras ações. Sobre as atividades, ele apresentou quatro exemplos: as oficinas da Praça do Hipódromo; o Grupo de dança “Guerreiros do Passo”; a agremiação carnavalesca “Troça o Indecente” e um estudo sobre o frevo pernambucano.

Sem dúvidas este é um resultado de enorme relevância e um importante reconhecimento às atuações dos Guerreiros do Passo em outro país. O grupo agradece a referência do professor Kambe, compreendendo que isso é mais um estímulo para impulsionar os trabalhos, e continuar fazendo o que sempre fizeram, tratar o frevo com responsabilidade e respeito à cultura do nosso povo.

Um comentário:

  1. Atuação dos Guerreiros do Passo começa a ser atentamente observada por profissionais e instituições de outros países. O frevo necessita desse olha atual, do nosso século, não podemos ficar presos a conceitos das décadas de 50, 60 e 70 do século passado. Este tempo foi e ainda é importante, serve de experiência, base, mas já passou. Nosso ritmo maior precisa respirar novos ares, pensamentos e ideias que lhe dê força para continuar existindo legitimamente autêntico.

    ResponderExcluir