News - Diretoria do grupo cancela o reinício das aulas no restante do primeiro semestre de 2017. / Camisas com a marca do grupo estão sendo vendidas pelo valor de R$30 reais. / Site dos Guerreiros ultrapassa 270 mil visitas. / Para acompanhar o grupo nas redes sociais clique nos botões disponíveis nesta página. / VOCÊ GOSTOU DO SITE? JÁ PARTICIPOU DE ALGUMA ATIVIDADE NOSSA? TEM ALGUMA SUGESTÃO? COMENTE, MANDE UMA MENSAGEM POR E-MAIL OU PELAS REDES SOCIAIS. DÊ SUA OPINIÃO E NOS CONTE SOBRE A SUA EXPERIÊNCIA COM A DANÇA PERNAMBUCANA. CERTAMENTE ISSO NOS AJUDARÁ BASTANTE A ENRIQUECER TODO O TRABALHO. OBRIGADO!

Despertamos do berço esplêndido


É, parece que a nação brasileira acordou mesmo. Mas com uma diferença. De repente os políticos viraram mote para plataforma de indignação de todo brasileiro insatisfeito com a falta de investimentos sociais, aumentos de passagens e uma série de outras importantes demandas que tradicionalmente são desrespeitadas no nosso país. E nas redes sociais não é diferente. 

Desta vez, nossos revolucionários não estão engajados por temas exteriores e nem sendo levados por discursos de uma ilusória paz mundial ou pelas injustiças praticadas contra o povo palestino. Apesar de serem legítimas, as questões externas não tocavam na sinceridade da opinião pública e não se constituíam como fortes motivadoras dos anseios locais, figurando mais como um costume de alguns dos nossos jovens em querer entrar na onda dos outros, numa mania brasileira de sempre viver a imitar a moda de fora. O momento presente nos indica que o tempo de alienados se foi. Será? Passamos um longo período preocupados com os queixumes de lá, e tínhamos esquecido da precariedade dos serviços públicos de cá, e da má gestão dos recursos administrados pelos nossos governantes.

Espero que a luta não esmoreça logo depois da empolgação do momento, desejando que sejamos fiéis partícipes dos levantes iniciados no sul, mostrando que no Nordeste também existem muitos mais motivos para reivindicar. Aproveitemos a grande mídia que se encontra no país pelo advento da Copa das Confederações, e mostremos que aqui, além de futebol, carnaval e coisa e tal, também corre sangue insurgente nas veias do povo.

Tenhamos consciência que falta muita coisa, é apenas o início. Mas, finalmente estamos começando a fazer a tarefa de casa.
Eduardo Araújo

Um comentário:

  1. Bom, é massa ver a galera toda indo para as ruas e protestando contra os desmandos dos nossos dirigentes. Mas, quero ver isso na eleição do ano que vem. Se não for assim não adianta nada sair por ai gritando, aproveitando a mídia da Copa das Confederações. Vamos ver se assistimos também as manifestações em 2014, ao invés de presenciar alguns BABACAS indo para as ruas com as camisas do partido preferido, fazendo propaganda de seus políticos e demonstrando uma vergonhosa bajulação, num legítimo interesse pessoal.

    ResponderExcluir